quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

ESCOLAS DO CONCELHO RECEBEM A BANDEIRA VERDE ECO ESCOLAS

Distinção, atribuída pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), premeia as boas práticas ambientais nos estabelecimentos de ensino monçanenses.

A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), secção portuguesa da Foundation for Environmental Education, reconheceu o Município de Monção como “Município Parceiro Eco-Escolas 2020”, legitimando a sua colaboração com a entrega de certificado oficial.

Desta forma, as seis escolas do concelho receberam a Bandeira Verde Eco Escolas, nomeadamente: Escola Secundária de Monção; Escola Básica Deu-la-Deu Martins, Escola Básica de Vale do Mouro, em Tangil; Escola Básica de Estrada, em Mazedo; Escola Básica de Pias, e Jardim de Infância de Cortes.

Esta distinção reflete, na opinião da Vereadora da Educação, Natália Rocha, o excelente trabalho que todos os intervenientes no processo educativo desenvolvem a favor da educação ambiental e do crescimento sustentável. “Boas práticas com repercussões positivas na criação de uma consciência ambiental nas gerações mais novas”, acentuou.

A Associação Bandeira Azul da Europa é uma Organização não Governamental de Ambiente (ONGA), sem fins lucrativos, dedicada à educação para o desenvolvimento sustentável e à gestão e reconhecimento de práticas positivas em contexto ambiental. 

A ABAE é parte integrante da Fundação para a Educação Ambiental (FEE), a qual agrupa diversas entidades internacionais que, em conjunto, promovem atividades de Educação Ambiental para a Sustentabilidade, desenvolvidas em mais de 60 países.

C.M.

AUGUSTO DOMINGUES RENUNCIA COMO VEREADOR

Depois de ter tomado posse, em 2017, como vereador da oposição pelo PS, Augusto Domingues, presidente da Câmara entre 2013 e 2017, renunciou estra semana ao mandato. Numa mensagem pelo correio eletrônico, lida em reunião da autarquia, alegou questões do foro pessoal.

Quer o presidente da Câmara, António Barbosa, quer o substituto de Domingues, Manuel José Oliveira, licenciado em gestor de empresas e bancário, autarca em Cambeses, manifestaram alguma surpresa e alegaram desconhecer, em concrto, as razões, alegando . De resto, foi uma despedida em que, ambas as partes, enfatizaram a cordialidade, pese as diferenças políticas.

Há quem sugira que poderá terá a ver com a candidatura para a Câmara de Monção que o PS apresentará em outubro. Embora não esteja definido, fala-se em Vitor Rodrigues, presidente da União de Freguesias de Mazedo e Cortes. O nome de Augusto Domingues era também falado, referiu-nos fonte conhecedora do processo.

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

COMISSÃO DE PROTEÇÃO CIVIL DECIDE TESTES COVID NAS ESCOLAS E ENCERRAR PRAÇAS NA VILA

São medidas drásticas tomadas esta tarde pela comissão municipal de proteção civil e divulgadas pela autarquia nas redes sociais.

"Face ao aumento de casos positivos no concelho, situação transversal a todo o território nacional, a Comissão Municipal de Proteção Civil reuniu, esta tarde, no Cine Teatro João Verde, tendo decidido implementar as seguintes medidas:
▶️ Numa primeira fase, realização de testes de despistagem do vírus aos professores, assistentes técnicos, e assistentes operacionais de todas as escolas do concelho.
▶️ Encerramento das principais praças do casco urbano (Deu-la-Deu e República), e proibição de acesso aos espaços públicos ribeirinhos (Parque das Caldas, Parque da Lodeira, Ecopista do Rio Minho e Passadiços), bem como a determinadas áreas localizadas em urbanizações envolventes ao centro histórico.
▶️ Reforço de equipas para realização de ações de sensibilização na rua, devidamente identificadas, alertando a população para o cumprimento das regras e recomendações.
𝗡𝗲𝘀𝘁𝗲 𝗽𝗲𝗿𝗶́𝗼𝗱𝗼 𝗰𝗿𝗶𝘁𝗶𝗰𝗼 𝗱𝗲 𝗽𝗮𝗻𝗱𝗲𝗺𝗶𝗮, 𝗮 𝗖𝗼𝗺𝗶𝘀𝘀𝗮̃𝗼 𝗠𝘂𝗻𝗶𝗰𝗶𝗽𝗮𝗹 𝗱𝗲 𝗣𝗿𝗼𝘁𝗲𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗖𝗶𝘃𝗶𝗹 𝗮𝗹𝗲𝗿𝘁𝗮 𝘁𝗼𝗱𝗼𝘀 𝗼𝘀 𝗺𝗼𝗻𝗰̧𝗮𝗻𝗲𝗻𝘀𝗲𝘀 𝗽𝗮𝗿𝗮 𝗮 𝗻𝗲𝗰𝗲𝘀𝘀𝗶𝗱𝗮𝗱𝗲 𝘂𝗿𝗴𝗲𝗻𝘁𝗲 𝗲𝗺 𝗿𝗲𝘀𝗽𝗲𝗶𝘁𝗮𝗿 𝗮𝘀 𝗺𝗲𝗱𝗶𝗱𝗮𝘀 𝗰𝗼𝗻𝘀𝘁𝗮𝗻𝘁𝗲𝘀 𝗻𝗼 𝗲𝘀𝘁𝗮𝗱𝗼 𝗱𝗲 𝗲𝗺𝗲𝗿𝗴𝗲̂𝗻𝗰𝗶𝗮, 𝗿𝗲𝘀𝘀𝗮𝗹𝘃𝗮𝗻𝗱𝗼 𝗾𝘂𝗲, 𝗺𝗮𝗶𝘀 𝗱𝗼 𝗾𝘂𝗲 𝗻𝘂𝗻𝗰𝗮, 𝗮 𝗽𝗼𝗽𝘂𝗹𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗱𝗲𝘃𝗲 𝗲𝘀𝘁𝗮𝗿 𝗮𝘁𝗲𝗻𝘁𝗮 𝗲 𝗿𝗲𝗱𝗼𝗯𝗿𝗮𝗿 𝗼𝘀 𝗰𝘂𝗶𝗱𝗮𝗱𝗼𝘀 𝗽𝗿𝗲𝘃𝗲𝗻𝘁𝗶𝘃𝗼𝘀."

"De acordo com o boletim epidemiológico da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), atualizado hoje, pelas 13h00, Monção registou mais 57 novos casos e 15 curados, verificando-se um aumento para 153 casos positivos.

Infelizmente, assinalamos mais um óbito, elevando para 23 o número total de falecimentos associados ao COVID 19.  A Câmara Municipal de Monção apresenta sentidas e profundas condolências à família enlutada, enviando-lhe uma palavra de conforto e coragem nesta hora difícil."

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

HABITAT CRIATIVO/INCUBADORA DE EMPRESAS VAI NASCER NO ANTIGO ARMAZÉM DA CP

Futura estrutura tem como objetivo apoiar os jovens empreendedores no processo de desenvolvimento e consolidação das suas atividades profissionais, visando dinamizar e diversificar a economia local.

O antigo armazém da CP aponta para o futuro, ganhando nova vida como habitat criativo/incubadora de empresas. Os trabalhos de reconversão, a cargo da empresa “Baltor Steel – Metalomecânica, Lda”, no valor de 210.463,60 €, imposto incluído, iniciaram-se a semana passada.

 O novo espaço, localizado numa das principais entradas do centro histórico da vila, tem como objetivo apoiar os jovens empreendedores no processo de desenvolvimento e consolidação das suas atividades profissionais, visando dinamizar e diversificar a economia local, ampliar e modernizar o tecido empresarial e criar postos de trabalho estáveis e qualificados.

 Além de disponibilizar espaços físicos com condições efetivas para o pleno desenvolvimento da atividade, o denominado “Monção – Habitat Criativo – Incubadora” pretende facilitar aos “residentes” o acesso a um conjunto de parceiros, investidores e empresários, proporcionando-lhes, desta forma, uma inserção mais rápida no contexto laboral.

 Ambiente favorável à aprendizagem e empreendedorismo

 No sentido de potenciar o espirito empreendedor e promover a dinâmica empresarial, a filosofia deste espaço aglutinador passará pela criação de um modelo de trabalho partilhado (recursos, experiências, ideias, serviços e competências técnicas) que, por sua vez, conduzirá a um ambiente favorável à aprendizagem e ao empreendedorismo.

 O novo equipamento, que será objeto de uma profunda intervenção de reabilitação estrutural e espacial, compreende dois pisos, ligados por escada e plataforma elevatória para utilização por pessoas de mobilidade reduzida. Estão previstos lugares de trabalho em openspace, gabinetes individuais, sala de reuniões/formação, e espaço de convívio.

 O “Monção – Habitat Criativo – Incubadora” já dispõe do respetivo regulamento, o qual estabelece as condições de funcionalidade e acesso ao equipamento. O documento, objeto de um período de consulta pública, foi aprovado em reunião do Executivo Municipal e, posteriormente, em sessão da Assembleia Municipal.

 António Barbosa: “Uma ajuda importante para quem inicia a sua atividade profissional”

 Para António Barbosa, “este espaço permitirá que os jovens empreendedores possam iniciar a sua atividade profissional a custos reduzidos e num ambiente favorável à criatividade e partilha de projetos e ideias”, assumindo-se como “uma ajuda importante para quem dá os primeiros passos no mundo laboral”.

 Ao mesmo tempo, adianta o autarca monçanense, assegura a fixação de talentos na nossa terra, contribui para a criação de postos de trabalho qualificados, potencia a atratividade empresarial do nosso concelho, e diversifica a economia local com o aparecimento de negócios inovadores.

C.M.


sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

MUNICIPIO IMPLEMENTA NOVAS MEDIDAS DE APOIO À ECONOMIA LOCAL

A semelhança do último ano, a Câmara Municipal de Monção volta a implementar um conjunto de medidas de apoio relevantes para as famílias, comerciantes e empresários.

As medidas têm como finalidade amenizar as dificuldades de tesouraria sentidas pelas famílias e empresas monçanenses neste período adverso, procurando encorajar a desejada retoma económica.

 

Mediante a evolução da economia local, decorrente do contexto pandémico, as medidas agora implementadas poderão ser reforçadas.

 

No novo pacote de apoio, destacamos:

 

FAMILIAS

 

- Manutenção e reforço da entrega de cabazes alimentares a famílias sinalizadas pelo serviço de Ação Social do Município.

 

- Manutenção de apoio alimentar aos alunos de famílias mais vulneráveis, levando, em alguns casos, as refeições aos domicílios das crianças.

 

- Manutenção em funcionamento da linha telefónica de apoio às famílias.

 

COMÉRCIO / INDÚSTRIA

 

- Isenção de pagamento da tarifa de disponibilidade de água, de janeiro a abril.

 

Isenção de pagamento da tarifa de disponibilidade dos resíduos sólidos urbanos, de janeiro a abril.

 

Isenção de pagamento da tarifa de disponibilidade do saneamento de águas residuais, de janeiro a abril.

 

- Isenção de pagamento, durante o ano de 2021, das taxas municipais de ocupação de espaço público (esplanadas e publicidade), bem como as restantes taxas municipais decorrentes da atividade comercial.

 

- Isenção das rendas dos imóveis propriedade do Município, de janeiro a abril.  

 

- Isenção do pagamento das tarifas dos lugares de feira e mercado, de janeiro a abril.

 

- Manutenção em funcionamento da linha telefónica de apoio às empresas e trabalhadores.

 

INSTITUIÇÕES

 

- Antecipação do pagamento do subsídio às instituições sociais do concelho e aos bombeiros voluntários de Monção, sempre que se mostre necessário.

 

- Manutenção da linha de apoio financeiro às instituições sociais do concelho e aos agentes da proteção civil.

 

- Continuação da entrega de equipamento de proteção individual e material de higienização a todas as instituições sociais do concelho, profissionais de saúde e elementos da proteção civil.

 

- Continuação da realização de testes ao COVID 19, sempre que se justifique, seja por precaução ou apresentação de sintomas, a utentes e funcionários de todas as instituições sociais do concelho, profissionais de saúde e elementos da proteção civil.

 

- Continuação da colaboração com projetos comunitários (criados por monçanenses) que apoiam as instituições sociais e as famílias mais vulneráveis, incentivando o aparecimento de novas iniciativas solidárias.

 

- Manutenção de uma bolsa de voluntariado com elementos das associações locais e da Câmara Municipal de Monção para colaborar com as instituições sociais.

- Manutenção do apoio logístico ao Centro de Saúde, aos Bombeiros Voluntários e às IPSS’s.

C.M.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

CONFINAMENTO A PARTIR DE AMANHÃ

 O novo confinamento que terá a duração de um mês e que começa às 00h00 de sexta-feira vai obrigar a encerrar grande parte dos negócios e comércio.

Mais uma vez, restaurantes, bares e cafés mantêm-se apenas com take away e entregas ao domicílio.

Os estabelecimentos comerciais, tais como cabeleireiros ou barbeiros, voltam a fechar, bem como as salas de espetáculo.

Há excepções para os supermercados e mercearias, que se mantêm abertos com a lotação máxima de cinco pessoas por 100 metros quadrados.

Continuam a funcionar consultórios médicos e farmácias. As cerimónias religiosas são permitidas de acordo com as regras da DGS.

Os tribunais permanecem abertos e, mediante marcação, também os serviços públicos vão continuar a funcionar.

Entretanto, a atividade desportiva profissional vai continuar em Portugal. Isto quer dizer que, no futebol, a Liga principal e a 2ª Liga vão poder prosseguir, assim como as competições de primeiro nível da Federação, no caso o Campeonato de Portugal, a Liga feminina e o Nacional da 1.ª Divisão de futsal.

O diploma aprovado prevê também a continuidade das 1.ª Divisões de todas as modalidades, assim como a competição de seleções. 

Já provas como os campeonatos distritais, como o da AF Viana do Castelo, em que participa o Desportivo de Monção, são suspensas, pelo menos, até 1 de fevereiro.

rtp/msm

MORRE SEPTUAGENÁRIO ENCONTRADO EM POÇA DE REGADIO

 Um homem de 73 anos morreu ontem, quarta-feira, no Serviço de Urgência Básica (SUB) de Monção, onde deu entrada em estado grave, após ter sido encontrado caído numa poça de regadio num campo agrícola.

O comandante dos Bombeiros de Monção, José Passos, disse à Lusa que às 20h41 a corporação foi acionada para transportar o corpo do homem, residente na freguesia de Segude, ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Viana do Castelo.

O alerta foi dado às 14h13, por uma pessoa que passava no local, situado na União de Freguesias de Ceivães e Badim.

José Passos adiantou que o homem “deu entrada no SUB de Monção com sinais vitais”.

L.